Doutor
Escreva subtítulo aqui

Doutor por Excelência - de D. Pedro I até nossa época


Apenas como complemento a essa interessante postagem acima:

Os chefes dinásticos e de igrejas tradicionais que possuem o "jus honorum", podem outorgar honras, entre elas, a de Doutor. A Igreja Católica outorgou, ao longo da História, diversos títulos de Doutor, inclusive o Papa Francisco, em 2015. A especificação do título pode variar, em razão dos trabalhos eclesiásticos e/ou em prol da Fé. As honras protocolares de Doutor outorgadas por Casas Reais são raras, mas perfeitamente cabíveis.

Observe-se que não se trata de capacitação profissional, mas de reconhecimento da honorabilidade das funções profissionais. Assim, independentemente das exigências do decreto de 1827, (observância dos estatutos das universidades), o título de Doutor instituído por D. Pedro I em razão do ofício de advogado, tem plena validade como distinção protocolar, equiparado às honras nobiliárias.

A tradição foi mantida na atual época republicana, eis que o Manual de Redação da Presidência da República, no item Pronomes de Tratamento (2.1.3) estatui que "É costume designar por doutor os bacharéis, especialmente os bacharéis em Direito e em Medicina. Nos demais casos, o tratamento Senhor confere a desejada formalidade às comunicações".

Mário de Méroe